Zamm Imoveis Campinas – Mulheres e decisão da compra de imóvel: o que elas priorizam?

Veja quais são os pontos que influenciam na escolha da compra de imóvel da mulher para a família. Confira!
As mulheres estão liderando as preferências e a escolha do imóvel da família. Segundo a pesquisa sobre o perfil de busca do público feminino, realizada pelo VivaReal em setembro com consumidores de todo o Brasil, 65% das mulheres casadas estão em busca da compra de imóvel, enquanto 28% estão procurando por aluguéis.

Esses números mostram que o público feminino está cada dia mais ativo e presente na decisão final de onde e como morar. Mas quais são os pontos e detalhes que a mulher prioriza na hora de bater o martelo e escolher um lugar para morar?
Segurança

Os dados apontam que 77% das mulheres casadas e em união estável consideram a segurança um ponto muito importante na hora de se decidir.

Supermercados

Outro fator relacionado à localização fica por conta da proximidade do imóvel a supermercados. A facilidade para chegar a esse tipo de comércio foi citada por 66% das mulheres como um fator muito importante na hora de escolher o imóvel.

Vias de acesso

A proximidade das vias de acesso facilita e ajuda a economizar tempo na hora de se locomover, principalmente nas grandes cidades. Pode parecer que não, mas trafegar por ruas pequenas entre os bairros pode comprometer muito o tempo do trajeto até o trabalho ou até a escola das crianças.

66% das mulheres em uma união estável ou casadas responderam que esse é um fator muito importante para a decisão de compra.

Proximidade ao trabalho

Uma pesquisa realizada pelo Ibope em 2016, encomendada pela Rede Nossa São Paulo, trouxe dados alarmantes relacionados ao tráfego para a capital paulista. Em média, o motorista paulistano passa 45 dias no trânsito por ano.

Entre os trajetos que fazem parte dessa estatística, está o deslocamento entre casa e trabalho, feito todos os dias pela maioria das pessoas, de carro ou de transporte público.

O tempo gasto no trânsito que poderia ser aproveitado para ir para a academia, ficar com a família ou fazer um curso já preocupa as mulheres. Por isso, 47% das mulheres casadas ou em união estável destacaram que a proximidade da moradia ao trabalho é um fator muito importante, enquanto 19% delas constataram que é um fator importante.

Instituições de ensino

É fato que a entrada e o aumento da incidência das mulheres no mercado de trabalho fazem com que elas procurem cada vez mais por especializações, cursos de graduação, cursos de extensão, mestrados e doutorados para evoluírem na carreira e atingirem seus objetivos profissionais e pessoais. E morar próximo a instituições de ensino pode ajudar muito na hora de estudar e se aprimorar.

Pensando nisso, 48% das entrevistadas consideram ser muito importante viver próximo a alguma instituição, enquanto 18% consideram importante. Outro fator que pode interferir nessa escolha é a distância da casa até a escola dos filhos para facilitar e tornar o deslocamento mais seguro para toda a família.

Parques e praças

O lazer e a prática de exercícios físicos estão entrando no dia a dia da família, assim como os passeios aos finais de semana. Seja para correr, caminhar ou passar um tempo com a família ao ar livre, a mulher considera importante morar perto de regiões com parques e praças.

65% das entrevistadas garantiram que esse fator é importante ou muito importante para a busca de um novo imóvel.

Preço do imóvel

Saindo do quesito localização e entrando em questões gerais, o preço do imóvel é o campeão quando se trata de fatores que o público feminino leva em conta antes de fechar a compra. 80% delas acham que essa é uma questão muito importante na hora de escolher o imóvel.

Fotos do anúncio

Segundo a pesquisa do VivaReal, as fotos do anúncio fazem toda a diferença na decisão de compra do público feminino. 75% das mulheres consideram muito importante que o anúncio tenha boas fotos para que possam se interessar por ele.

Localização exata

É muito recorrente que o vendedor do imóvel coloque apenas a região em que ele está localizado, não sendo preciso ao informar a rua ou bairro em que se encontra. Isso, para a mulher, pode ser um fator que leva ao desinteresse.

70% das mulheres casadas ou em uma união estável afirmou ser muito importante que o vendedor ofereça a localização exata do imóvel.

Dicas de negociação

Além de estar atenta aos detalhes da localização e ao anúncio do imóvel, 65% das mulheres também consideram anúncios que tenham dicas de negociação como um fator muito importante na hora da escolha da nova casa ou do apartamento.

Valor do imóvel e valor da região

Certamente, quem procura por um lugar para morar pesquisará os valores de toda a região em que há interesse em morar. As mulheres consideram esse ponto muito importante, já que 63% delas ressaltaram essa relação na hora de decidir por um imóvel.

Metragem

A pesquisa aponta que grande parte das mulheres quer um imóvel maior, já que se preocupam com o bem-estar e o conforto de todos os membros da família — que pode aumentar. Por isso, 82% do público feminino considera importante ou muito importante a metragem do espaço.

Fato é que a compra de imóvel é, cada dia mais, uma decisão tomada pelas mulheres, que buscam uma solução para que todos tenham conforto aliado à praticidade e qualidade de vida. Para isso, a escolha de um bom imóvel é imprescindível.

As preocupações com os filhos e com o tempo que podem economizar, tendo comércios e alguns pontos de interesse próximos, são tão importantes quanto o anúncio do imóvel e o tipo de negociação. Isso tudo comprova que a busca pela qualidade de vida está sempre presente na prioridade da mulher.

Zamm Imoveis Campinas – Conheça o app que calcula medidas de ambientes

Encoste seu Smartphone na parede para o RoomScan determinar as medidas do ambiente

Só quem já teve que medir todos os cômodos de uma casa sabe o trabalho que dá. Ter que fazer tudo isso com uma trena e medir parede por parede não é fácil. Algo que deveria ser feito de forma rápida para começar qualquer serviço em casa, acaba demorando mais do que o necessário.

Pensando nisso, o aplicativo RoomScan faz esses cálculos rapidamente. Ele funciona ativando os sensores internos do iPhone (por enquanto ele funciona somente em iOS). Esses sensores reconhecem as superfícies planas da casa e assim vão medindo uma por uma.
Como medir as paredes de sua casa

Basta encostar em uma parede da casa e o smartphone vai calcular o tamanho dela. O mais interessante é que não precisa encostar no final ou começo, o cálculo é feito mesmo que não esteja no limite da parede. Com todas essas medidas o aplicativo desenha toda a planta do local, facilitando o trabalho.

Em qual formato é possível baixar a planta

Você pode baixar a planta em dois tipos de formato, em PDF ou DXF. Assim poderá enviar para arquitetos, clientes… Tudo feito da forma mais detalhada possível.

O preço do aplicativo

O RoomScan não é um aplicativo gratuito, mas vale muito a pena por sua funcionalidade. Ele custa 2,99 dólares na AppleStore. Existe uma versão gratuita, porém mais limitada, sem todos os recursos oferecidos pela paga.

Zamm Imoveis Campinas – 20 dicas para limpar a tela da TV

Como você faz para limpar tela LCD? Sabia que a forma errada pode até anular a garantia do equipamento?
Não aguenta mais ver aquelas marcas de dedos na tela da TV – que você nem imagina como foram parar ali? Tem medo de usar algum produto que acabe estragando o LCD? Sabia que determinados produtos podem anular a garantia da sua TV?

Essa é uma dúvida comum na maioria das casas, por isso reunimos as melhores dicas de limpeza para você não prejudicar seu eletroeletrônico. Por isso, quanto menos produtos químicos, melhor. A nossa recomendação, depois de todas as pesquisas que fizemos, é usar apenas água morna ou líquidos específicos.

Veja agora essas 20 dicas para limpar a tela LCD para não danificar seu aparelho nem perder a garantia.

Dicas para limpar tela LCD

1 – Desligue sempre a TV da tomada antes de fazer a limpeza. Além de ser muito mais seguro, com a TV desligada também fica mais fácil visualizar as manchas na tela LCD. Você evita choques e perda da garantia por algum problema elétrico.

2 – Não use produtos derivados de madeira (celulose), como papéis, papel higiênico, lenço de papel ou toalha, por mais finos que pareçam ser. Mesmo assim eles podem riscar a tela.

3 – Para limpar tela LCD use apenas uma flanela ou algum pano suave para retirar as manchas.

4 – Use apenas líquidos especialmente fabricados para limpar tela LCD ou água morninha. No entanto, leia o manual, porque alguns fabricantes não recomendam o uso de líquidos em hipótese alguma.

5 – No caso de usar um desses líquidos para limpar tela LCD, nunca o aplique diretamente sobre a tela, sempre sobre o pano. Por outro lado, ele nunca deve ficar molhado o suficiente para pingar o escorrer o produto, mas apenas umedecido.

6 – Jamais use produtos que contenham álcool ou amoníaco, como os utilizados para a limpeza de vidros. Essas substâncias podem ofuscar a superfície plástica com fissuras praticamente imperceptíveis, mas que escurecem a imagem, prejudicando a sua qualidade.

7 – Se usar um produto líquido, logo após passe a flanela seca para retirar qualquer resíduo.
8 – Outra dica de limpeza é usar o aspirador de pó para limpar tela LCD. Fixe a ponta fina na mangueira, regule o aparelho na potência mais baixa e use a ponteira com muito cuidado para sugar toda a poeira da tela, delicadamente. Mas procure não aproximá-la muito do LCD.

9 – Desligar a TV da tomada também evita manchas causadas pela evaporação do produto líquido por conta do aquecimento da tela quando ligada.

10 – Nunca pressione a tela ao fazer a limpeza. Passe o pano suavemente com movimento leves e circulares para não danificá-la.

11 – Use uma flanela ou pano suave descartável. Pode haver micro-organismos contaminando a tela, e, como é um tipo de sujeira que não pode ser visto a olho nu, você pode acabar levando-a para outro aparelho, prejudicando seu funcionamento.

12 – Só religue a TV quando a tela estiver totalmente seca.

13 – Jamais use: detergentes, desinfetantes, álcool etílico, papéis de qualquer espécie ou de qualquer espessura, produtos químicos com amônia, acetona ou cloro.
14 – Use: flanelas, pincéis de cerdas macias, cotonete, algodão, água morna e produtos próprios para limpar tela LCD.

15 – Verifique se o fabricante da sua TV não disponibiliza um kit para limpar tela LCD com produtos específicos para a marca ou modelo.

16 – Evite o acúmulo de sujeira fazendo a limpeza com frequência.

17 – Use capas protetoras caso o local em que ela fique seja muito exposto à sujeira.

18 – Faça uma solução caseira com detergente e água em um borrifador, na proporção de 1 colher de sobremesa de detergente para 1 litro de água. Apenas borrife levemente na flanela. Essa solução retira a gordura que o pano seco não consegue remover.

19 – Não use água da torneira, porque ela contém minerais que podem deixar manchas. Na hora de limpar tela LCD, use água mineral sem gás.

20 – Se não tiver uma flanela por perto, uma camiseta 100% algodão também pode ser usada para limpar tela LCD.

Zamm Imoveis Campinas – Aprenda a criar aromatizador de ambientes!

Quer aprender a deixar sua casa ainda mais cheirosa e personalizada? Veja como fazer seus próprios aromatizantes
Uma casa cheirosa nos remete a boas lembranças, aconchego e segurança – isso sem falar na sensação de limpeza e bem estar que as melhores fragrâncias proporcionam. O bom é que é possível conseguir o mesmo efeito dos aromatizadores comerciais gastando muito pouco e, o que é melhor, de forma totalmente personalizada.

Para você dar o seu toque especial buscamos dicas para casa que ajudem a tornar seu cantinho ainda mais especial, com aquele perfume gostoso que diz tanto a respeito de você. Afinal, decoração é isso, imprimir nosso estilo por todos os cômodos.

Confira essas dicas de como criar aromatizadores de ambientes que têm tudo a ver com o clima que você quer dar à sua casa.

Dicas de limpeza: descubra a sua forma ideal para fazer aromatizador

Da mesma forma que há uma infinidade de aromas, cada um que combine mais com o seu estilo ou com o seu estado de espírito naquele dia, há também formas variadas de fazer o aromatizador.

Aqui, nós vamos mostrar algumas delas para que você identifique qual mais tem a ver com você. Depois é só escolher a sua fragrância – ou criar a sua própria, personalizando ainda mais seu apartamento.

Aromatizador básico

Use dois copos de água, quatro pacotinhos de gelatina sem sabor, 15 g a 20 g de essência de sua preferência, duas colheres de sopa de sal e corante alimentício para fazer um aromatizador em gel.

Aqueça um copo de água, misture a essência e o corante e desligue assim que levantar fervura. Misture então a gelatina sem sabor e o sal até dissolver completamente. Adicione o segundo copo de água fria e mexa com cuidado. Despeje o líquido em um ou mais potinhos de vidro e deixe esfriar para endurecer.

Ele também pode ser feito com 100 ml de água, 200 ml de álcool de cereais e essência ou óleo essencial. Você escolhe o aroma e a quantidade adicionada de acordo com a intensidade desejada do perfume. Se quiser, adicione corante alimentício na cor da sua preferência.

Agora faça o difusor colocando essa mistura em uma garrafa ou qualquer recipiente com abertura. Pegue alguns palitos de churrasco, corte a pontinha e os disponha na garrafa, mantendo as pontas do lado de fora. Assim a madeira absorverá o líquido e espalhará o cheirinho pelo ambiente.

Faça sua própria essência

O mercado oferece uma grande gama de essências de todos os tipos, mas você pode economizar ainda mais se a fizer em casa. Há várias receitas bastante simples e naturais que você pode aproveitar.

Limão e alecrim

1/4 de maçã em fatias finas
1 limão pequeno em rodelas
1 galho pequeno de alecrim fresco
Água
1 pote de vidro
1 aparelho de fondue de cerâmica

Coloque a maçã, o limão e o alecrim no pote de vidro e despeje a água quente sobre eles. Acomode com cuidado o pote destampado no aparelho de fondue com a velinha acesa, ou use o próprio pote de cerâmica que vem com o aparelho no lugar do pote de vidro. Esse tipo não usa palitinhos, porque à medida que a mistura for aquecendo, a fragrância vai sendo liberada.

Dicas de decoração: use seu aromatizador para tornar o ambiente também mais bonito

A dica de decoração, nesse caso, é escolher garrafinhas ou potes que tenham a ver com o seu estilo: rústico, vintage, clássico, moderno etc. O aromatizador com palitinhos é um excelente presente, por isso vale a pena investir em um vidro especial.

O ideal é que a boca do recipiente seja pequena, para que o álcool não se dissipe rapidamente. Já se for gargalo for largo, fure a tampa do recipiente na largura dos palitos com um prego ou furadeira e encaixe-os ali.

Se o vidro for muito pequeno ou leve, cuidado para que os pauzinhos não pesem demais e acabem virando a mistura. Nesse caso, coloque pedrinhas de aquário no fundo do vidro, equilibrando o peso. Há pedrinhas coloridas que também colaboram para a decoração da casa.

Para transportar seu aromatizador cheio, faça uma bolacha de massinha de modelar ou EVA e a aplique na parte interna da tampa, fechando o vidro sem os palitos. Leve-os à parte.

Como escolher a fragrância

O aromatizador deve dar a sensação de limpeza, paz e harmonia, por isso cuidado com os aromas muito fortes, que podem incomodar pessoas alérgicas ou gerar dor de cabeça. Em casa, coloque-os nos locais mais amplos, onde os moradores não fiquem por muito tempo, evitando o contato contínuo com o aroma.

Banheiros e cozinhas também podem receber aromatizantes. Na cozinha, a dica de limpeza é escolher os aromas feitos à base frutas cítricas, que ajudam a anular o cheiro de fumaça e de gordura. Já no banheiro, os cheirinho de hortelã e pinho caem muito bem, lembrando o cheirinho das saunas. Nos lavabos, a lavanda fraquinha dá sensação de conforto e limpeza.
Quando a ideia é potencializar a sensação de relaxamento, como nos quartos e home teather, por exemplo, a camomila, que tem propriedades calmantes, é a essência mais indicada – ou o algodão, que lembra o cheirinho das roupas de bebê.

Gostou das nossas dicas de limpeza e de decoração? Então aproveite para deixar a sua casa com o seu aroma e ainda mais aconchegante!

Zamm Imoveis Campinas – Truques caseiros para limpar o rejunte do banheiro

Muito mais do que manter a aparência do banheiro em dia, a limpeza do rejunte contribui para evitar o surgimento de fungos e germes, tornando-se essencialmente uma questão de higiene e saúde. Mas para muita gente a hora de limpar estes pequenos espaços entre os azulejos é um verdadeiro pesadelo, já que eles acumulam muita gordura expelida do corpo e dos cosméticos e às vezes não há produto que resolva.
A boa notícia é que a solução para limpar o rejunte do banheiro de maneira muito mais fácil pode estar em ingredientes caseiros mesmo, que formam misturas potentes e ajudam a amolecer todo o mofo e a gordura.

Use vinagre de vinho branco

“Misturas feitas com água e bicarbonato de sódio ou vinagre de vinho branco são ótimas aliadas caseiras para esse tipo de limpeza”, começa explicando Renato Ticoulat, fundador do Limpeza com Zelo, que ainda indica outros materiais indispensáveis para a higienização dessas áreas: “panos para limpeza, escova de dentes (para esfregar áreas menores), detergente neutro, água sanitária em borrifador, esponjas de limpeza, balde e luvas de borracha para proteção das mãos”.

O vinagre de álcool (ou vinho) branco é realmente unanimidade entre os especialistas em limpeza. Luciana Tebar, consultora da rede Mary Help, explica que aplicar o ingrediente com uma escola de unha ou de dente e deixá-lo agir por 20 minutos sobre o rejunte é a técnica mais eficaz para a remoção do mofo. Mas, ela completa a dica: “após a aplicação, costumo usar um desinfetante com uma boa fragrância para aromatizar o banheiro, pois o vinagre tem um odor bem característico”.

Use bicarbonato de sódio

Com ótimo custo-benefício, o bicarbonato de sódio age de forma eficiente na remoção de gorduras e manchas do rejunte. Ele pode ser misturado à água oxigenada, na proporção de 1 parte de bicarbonato para 2 de água, e aplicado com uma escova de dentes. Depois de esfregar, é só enxaguar e enxugar, segundo Tebar ensina.

Ao misturar uma colher de sopa do produto com meio limão, esfregar e deixar agir por 5 minutos, os rejuntes também tendem a ficar limpos mais facilmente. Já para a limpeza dos azulejos, box, pias e banheiras, o bicarbonato deve ir em uma esponja e ela deve ser esfregada com movimentos leves na superfície, enxaguando e secando bem ao final. Mas, “se estiver precisando de uma limpeza mais profunda, faça uma pasta com bicarbonato, sabão líquido e sal, passe por toda o local e deixe por 5 minutos, esfregando e enxaguando a seguir”, orienta Renato Ticoulat.

Para evitar que todo o excesso de sujeira que acarreta mofo e germes se forme, o ideal é criar uma rotina de higienização semanal do banheiro com pano úmido e de remoção diária do pó. “Outra dica importante, é procurar limpar os respingos o mais rápido possível para evitar que as manchas se tornem permanentes”, complementa Ticoulat, do Limpeza com Zelo.

Zamm Imoveis Campinas – Vidro une sofisticação e praticidade à decoração

Material pode ser usado para além do trivial, como em móveis, armários e objetos, e garantir mais elegância aos ambientes da casa
O vidro faz parte dos projetos de uma casa, já que usualmente está presente nas janelas, na varanda e em portas. Porém, ele pode ter outro tipo de uso e invadir a decoração de forma mais sofisticada. O vidro pode aparecer em móveis e em objetos , dando mais sutileza e elegância ao espaço. Além disso, ele é capaz de dar uma leveza maior ao ambiente, sem contar que é uma ótima opção pela facilidade na limpeza. O vidro é capaz de unir a beleza com a praticidade e tem espaço em todos os ambientes da casa.
O vidro tem espaço em qualquer ambiente do imóvel, mas precisa ter um uso racional para que o resultado seja positivo. “Móveis de vidro e espelho, normalmente, tornam o ambiente mais leve quando usados adequadamante. Porém, para ter um resultado positivo, eles devem ser pensados em conjunto com o resto da ambientação”, afirma a arquiteta Luciana Aguiar. Para ela, esse tipo de material pode ampliar o ambiente. “Eles dão mais leveza ao espaço quando bem projetados”, acrescenta.
Na sala, o vidro tem vez e pode ser usado de diversas formas, a depender do gosto do proprietário. Ele pode ser usado da forma mais comum, como na mesa de centro ou no tampo da mesa de jantar. “É necessário mais cuidado no desenho dos mesmo porque deve-se evitar quinas vivas nas passagens ao redor da mesa da sala de jantar e da mesa da sala de estar e nos corredores”, explica a arquiteta do Studio A Arquitetura. O vidro ainda pode aparecer em pequenos detalhes que, quando somados, podem fazer a diferença no quesito sofisticação, como em objetos como cinzeiro, jarros e outros itens de decoração.
Para quem deseja investir mais no vidro, é possível usá-lo no aparador ou até mesmo em um rack ou em uma prateleira para a televisão, inclusive com divisórias para quem deseja mais versatilidade. O material também invade o escritório, em uma estante que vai deixar todos os livros à mostra de forma elegante ou em uma escrivaninha. Na cozinha, pode ser usado em prateleiras do armário e nas portas, dando uma leveza maior.
No quarto é possível ousar ainda mais e, inclusive, ganhar mais espaço em ambientes menores. O vidro pode ser usado simplesmente nas frentes da gaveta ou de forma menos coadjuvante. Para quem gosta de armários grandes e espaçosos, o vidro pode ser usado nas portas. Ou até mesmo para quem deseja um closet bem sofisticado, pode usar o vidro nas paredes. O resultado é sofisticação.
Porém, é preciso investir mais quando o assunto é trocar outro material, como madeira ou prensado, pelo vidro. É preciso ter consciência que a leveza e delicadeza do vidro cobra o seu preço. Por isso, o seu uso deve ser bem utilizado para evitar excessos na casa e também que a decoração pese no bolso. “Uma chapa de vidro ou espelho normalmente é mais cara que uma chapa de madeira, portanto o uso deve ser bem pensado, evitando assim exageros e gastos desnecessários”, conclui a arquiteta.

Zamm Imoveis Campinas – Férias: precauções importantes com crianças em casa

Com os filhos em casa até o dia da volta às aulas, muitos pais se preocupam como vão dividir a atenção entre as atividades domésticas e os cuidados com as crianças. Como distraí-los o dia todo para que não aprontem nada? Por estarem em fase de descoberta, é comum que elas toquem em todos os objetos e os coloquem na boca. Os acidentes mais comuns com crianças são:

Queimaduras, envenenamento, afogamento;
Quedas, cortes, sufocação;
Choque elétrico e mordidas de animais.
Mudanças nos ambientes da casa facilitam a prevenção de acidentes. Os pais devem ficar atentos à detalhes que passam despercebidos no dia dia. Tomadas expostas, objetos frágeis e/ou cortantes ao alcance dos filhos e facilidade em pegar produtos de limpeza são alguns exemplos.

Cuidados com as crianças

A casa é um lugar cheio de perigos para as crianças e os adultos não devem reprimir a curiosidade e atividade delas, mas precisam protegê-las. Os ambientes têm que ser livres de perigo para os pequenos. Mudanças gerais que os adultos podem fazer para evitar acidentes são:

Colocar telas ou grades de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos;
Tampar as tomadas para impedir choque elétrico. Oriente seu filho a não colocar o dedo na tomada, pois ele pode ir à lugares que não tenham a proteção;
Colocar protetores nas portas para evitar que as crianças prendam a mão ou os dedos;
Manter fora do alcance objetos cortantes ou frágeis;
Deixar as crianças subirem em pufes, cadeiras, sofás e camas sem um responsável atento;
Usar travas que os impeçam de abrir armários;
Mexer em aparelhos eletrônicos sozinhas;
Não deixar as crianças em ambientes limpos recentemente com produtos derrapantes.
Segurança nos ambientes da casa

Muitos pais ficam extremamente preocupados com crianças na cozinha, mas cada lugar da casa tem suas peculiaridades e os adultos devem tomar cuidados em cada um deles. Veja as dicas para prevenir acidentes nos diferentes ambientes da casa.
Quarto

Nos quartos, a criançada gosta de pular em cima da cama, fazer guerra de travesseiros, vasculhar os armários. Se os pais quiserem impedir a entrada das crianças nesse espaço da casa para não encontrar bagunça depois, dá para instalar protetores de maçaneta e fechos. Caso os pequenos estejam no quarto, é possível colocar travas nas portas e gavetas dos guardas-roupas. Cadeiras são proibidas perto das janelas. As crianças podem se debruçar.

Sala

Guardar os tapetes ou colocar antiderrapante neles é recomendável para o período de férias. Com mais tempo em casa, durante as brincadeiras as crianças vão correr e aumentarão os riscos de tropeçar. Se a sala tiver escada é necessário usar portões no topo e na base, além de redes ao longo dela, caso seja aberta. A fiação que não pode ser tirada deve ser escondida por trás de móveis que dificulta as crianças de encontrá-la. Já longas toalhas em cima da mesa devem ser evitadas. Os pequenos podem puxar e derrubar objetos que acabam machucando.

Banheiro

O armário de cosméticos, giletes e remédios do banheiro deve ficar fechado e fora do alcance das crianças. Eles não devem associar remédios a pastilhas coloridas, já que formatos de embalagens podem ser semelhantes. Xampus, condicionadores e sabonetes precisam ficar em uma altura que as crianças não os pegue com facilidade. A privada pode ser bloqueada com lacres que impedem que sejam abertos.

Cozinha

A cozinha é o que mais preocupa os pais, por ser o ambiente que expõe diversos perigos. As crianças podem sofrer queimaduras, cortes, sufocação e derrubar objetos. Ao usar panelas, os adultos devem colocar os cabos virados para dentro e de preferência usar as bocas de trás. De preferência, as crianças não devem chegar perto do fogão. O uso de puxa-sacos evita que as crianças peguem sacos plásticos e possam sufocar. Fósforos devem ser guardados em lugares fora do alcance das crianças.

Área de Serviço

Por serem coloridos, as crianças podem confundir os produtos de limpeza com brinquedos ou produtos para consumo, como refrigerante. Além de ficar foram do alcance, é recomendável evitar que não sejam vistos. Procure não conservá-los em garrafas de refrigerante. Baldes devem ser guardados vazios e virados para baixo. Este é o ambiente que os pais precisam cuidar mais para que os filhos não entrem, já que não é um espaço de atividades para eles.

Zamm Imoveis Campinas – Você Sabe O Que É Demi-Suíte ?

No dia a dia de uma casa, o banheiro é um dos ambientes mais disputado. Principalmente pelas manhãs.

Nesse sentido, construir um banheiro para cada dormitório seria um sonho. No entanto, esse sonho está cada vez mais distante, ainda mais nos apartamentos mais novos. Isso porque a tendência do mercado é a construção de imóveis mais compactos e econômicos.

Para tornar esse sonho um pouco mais viável, a alternativa é apostar no conceito de demi-suíte. Imagine a praticidade de ter um banheiro que os dois dormitórios tenham acesso ao cômodo como se fosse uma suíte convencional? Isso sem esquecer da privacidade do banho e uso do vaso sanitário.

Basicamente, demi-suíte é um imóvel que tem um banheiro compartilhado que une dois quartos separados. Esse tipo de banheiro proporciona, ao mesmo tempo, privacidade e retenção de gastos.

Ele deve ser construído entre dois dormitórios e precisa de duas portas que garantam o acesso aos quartos. A área privada corresponde a área do banho e do vaso sanitário, que ficam isolados a partir de mais uma porta. Nesse caso, apenas a bancada e a pia ficam expostas num ambiente compartilhado. A preocupação, aqui, é criar um design especial e ser criativo quanto à decoração, que precisará agradar duas pessoas distintas.

Vantagens:

Economia de espaço;
Retenção de gastos;
Menos tempo de obra;
Um único espaço com fácil acesso para dois moradores da casa.

O Corretor de imóveis, sabendo que um imóvel tem diferenciais positivos, é importante que cadastre isso no seu Software Imobiliário, para que a venda ou locação possa ser realizada mais rapidamente.

Afinal de contas, uma demi-suíte pode ser muito útil para um cliente.

Zamm Imoveis Campinas – Valor para comprar imóvel novo usando o FGTS é elevado

Comprar um lar é o sonho de muitos brasileiros e uma das formas mais utilizadas para isso é utilizar os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar parte da dívida ou diminuir a quantidade ou valor das parcelas. No entanto, existem diversas regras para que a transação seja possível e uma delas acaba de mudar.

Os financiamentos feitos entre 20 de fevereiro e 31 de dezembro de 2017 que se enquadrem no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) poderão incluir imóveis que custem até R$ 1,5 milhão. A mudança visa atingir a classe média brasileira e injetar recursos na construção civil e no mercado imobiliário.

O limite anterior, aumentado em novembro de 2016, era de R$ 950 mil para São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e distrito Federal e R$ 800 mil para os demais estados. O novo valor vale para todo o Brasil e contempla apenas imóveis novos.

Como funciona o SFH na compra de imóvel novo

O SFH é o sistema de financiamento mais utilizado no Brasil e abrange, até dezembro de 2017, imóveis até R$ 1,5 milhão. Até 80% do valor total pode ser financiado, obedecendo algumas regras. O uso do FGTS é permitido e muito utilizado, desde que siga as seguintes normas:

O requerente deve ter no mínimo 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS;
Os contratantes não podem ter outro financiamento pelo SFH ou ser proprietário de imóvel no município que reside ou trabalha;
Contrato de trabalho ativo ou com saldo na conta vinculada ao FGTS de, pelo menos, 10% do valor de avaliação do imóvel.
Possibilidades de saque do FGTS

A mudança ocorre logo após a liberação de saque das contas inativas do FGTS, o que deve ser analisado pelo consumidor que deseja utilizar o recurso para a compra da casa própria. O FGTS pode ser sacado para a aquisição de um imóvel, em caso de algumas doenças, ao ser demitido sem justa causa ou ao se aposentar.

Quando o fundo é utilizado para a compra do imóvel, após requisição e autorização, o dinheiro é transferido automaticamente para o vendedor do empreendimento, sem a necessidade do consumidor realizar diversas transações.

Com o aumento do valor máximo para utilizar o FGTS como parte do pagamento, é possível que mais brasileiros realizem o sonho da casa própria.

Zamm Imoveis Campinas – Documentação necessária para comprar imóvel

Comprar uma imóvel é realmente uma grande conquista. Mas também é um momento que exige paciência para resolver os trâmites burocráticos. Por isso, é importante orientar corretamente os seus clientes.

Com os documentos em mãos e a proposta de compra preenchida em formulário específico, dentro da imobiliária isso é passado para o departamento administrativo de vendas fazer uma análise de crédito. “Isso é necessário para ver se o cliente tem restrições cadastrais em seu nome e se tem condições de comprar um imóvel naquele valor”, detalha Striani.
Com a análise feita, em caso de aprovação, toda documentação é usada para a elaboração do contrato – com todas as cláusulas, forma de pagamento, descrição do imóvel, metragem, planta e memorial descritivo. Mas a burocracia não para por aí. É preciso também p cliente verificar se o vendedor ou o imóvel é alvo de alguma ação que possa impedir a venda.

Por exemplo, se o vendedor tiver dívidas, ele deve comprovar que tem patrimônio para cobri-las antes de vender seu imóvel. O imóvel pode também ter dívidas com IPTU e condomínio, e o comprador pode ter de arcar com elas.

É importante que os documentos estejam atualizados, emitidos até 30 dias antes de lavrar a escritura, uma vez que eles têm validade curta. Além disso, o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) precisa estar pago.

Como alguns documentos são pagos e não são baratos – principalmente os emitidos por cartórios – o ideal é fechar toda a negociação antes de solicitá-los.

Documentação do vendedor:
– RG e CPF: documentos básicos de identificação.
– Certidão de casamento ou união estável com regime de bens, se houver: ainda que o vendedor esteja vendendo um bem particular, que é só dele, o seu cônjuge ou companheiro em geral precisa manifestar que está ciente da venda.
– Certidões negativas (principais): de protestos (obtidas em cartórios); de ações cíveis e criminais (obtidas no site da Justiça Federal); de execuções fiscais estadual e municipal (geralmente obtidas nos sites das respectivas secretarias de fazenda); de quitação de tributos federais (obtida no site da Receita Federal); de ações trabalhistas (obtida no site do Tribunal Superior do Trabalho); e de interdição, tutela e curatela (obtida em cartórios de registro civil das pessoas naturais e de interdições e tutelas).
Essas certidões comprovam que o vendedor e seu cônjuge ou companheiro não têm dívidas tributárias, trabalhistas, não estão sendo processados e não estão interditados judicialmente, o que os impediria de vender o imóvel por conta própria. As certidões emitidas online são gratuitas.

Documentação do imóvel:
– Matrícula atualizada: é preciso solicitar no cartório de registro de imóveis uma matrícula atualizada com uma certidão de ônus reais, para verificar se o imóvel em si não está sendo afetado por uma ação.
A matrícula com a certidão de ônus trará o histórico completo do imóvel, incluindo alienações passadas, comprovação de propriedade e averbação da construção, que atesta qual é o tipo de construção feita naquele terreno e suas possíveis alterações que devessem ser documentadas.
– Certidão de situação fiscal/IPTU: obtida na Prefeitura, mostra se o imóvel tem dívidas municipais, como o IPTU. Em algumas cidades, a certidão já pode ser emitida pela internet.
– Declaração de inexistência de débitos condominiais: em caso de imóveis que fazem parte de um condomínio é necessário pedir esse documento para o próprio síndico ou para a administradora do local.

Imóvel em inventário:

Imóveis deixados de herança para alguém precisam de autorização especial para a venda. Os documentos são:
– Caso haja um menor de idade como herdeiro, é necessária autorização de venda pelo Ministério Público.
– Cópia autenticada do atestado de óbito.
– Cópia autenticada do formal da partilha, documento do qual constam o imóvel e os herdeiros.
– Certidão negativa vintenária de ônus reais.